• Laura Machado

RESENHA: Simon vs. a Agenda Homo Sapiens (Albertalli, Becky)


Sinopse:

Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar. Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu. Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.


O QUE EU ACHEI:


Esse é daqueles livros que eu já amava antes de começar a ler. Depois de saber do que se tratava e ver resenhas das pessoas cuja opinião eu mais confio, soube que seria do tipo de história que eu ia amar. E o livro realmente é ótimo, não me arrependo nem um pouco. Foi divertido, leve, interessante e cheio de momentos em que eu queria tirar as frases dele e espalhar pelo mundo. É exatamente do tipo de livro que todo mundo deveria ler, ainda mais adolescentes.


Mas não consigo colocá-lo entre meus favoritos e nem consigo achar que foi perfeito. Amei muitas das cenas, ri em várias e o final é tão adorável quanto precisava ser. Consegui adivinhar quem era o Blue logo no começo, mas acho que isso foi mais por eu ser também escritora e reconhecer as dicas que a autora foi deixando (que podem ser bem sutis para quem não tem esse mesmo instinto), mas isso não chegou em nenhum momento a atrapalhar a leitura, principalmente porque ele era quem eu achava que devia mesmo ser o Blue. Ou seja, mesmo se no final eu estivesse errada, ainda amaria esse personagem. O romance é maravilhoso, mas ele, por causa do maior problema do livro, poderia ter sido bem mais. Eu adorei os e-mails, adorei essa interação deles, porque acho também que deve fazer muitos adolescentes se identificarem, mas a autora não aproveitou todo seu potencial. Uma relação assim dá bastante chance para criar ansiedade no leitor. Simon e Blue poderiam ter tentado se encontrar sem sucesso, poderiam ter trocado algum objeto de um jeito que fizesse o leitor pensar que finalmente veria o Blue, poderiam ter tido cenas na vida real, que mantivessem o anonimato, mas que deixassem o leitor ainda mais nervoso. Esse é o meu problema com o livro todo. Ele é rápido demais, precisava ter mais conteúdo. Eu senti quase o tempo todo que precisava de uma prova da amizade dele com a Leah que fosse mais concreta e só deles, e não teve. E todo esse negócio de ir contra a agenda Homo Sapiens também foi um mero comentário, nunca chegou a virar uma questão grande no livro, o Simon nunca tomou alguma atitude em relação a isso. Na maior parte do tempo, ele deixou as coisas acontecerem com ele, e eu preferia que ele tivesse criado as mudanças e tudo o mais. Mas, não me leve a mal, o Simon é ótimo, a personalidade dele é incrível, e eu ainda estou tentando me conformar com o fato de esse livro ter sido escrito por uma mulher! Além disso, todos os personagens têm personalidades bem criadas, diferentes e nada clichês, mesmo que suas histórias tenham sido meras ameaças de enredo (por exemplo toda a questão do Martin e da Abby). Acho que faltou aqui profundidade, que faltou mais história, um desenvolvimento mais devagar até. O protagonista é divertido e interessante o suficiente, tem uma voz na narrativa que atrai o bastante para o livro ser um pouco maior e nunca ficar arrastado. Teria sido melhor ver a evolução dele e do enredo (se tivesse um enredo que alcançasse mais longe) com mais detalhes. A história foi mais rápida para mim do que precisava ser.



É claro que o livro continua sendo muito bom, cheio de ideologias válidas que todo mundo deveria ler! Me lembrou do livro The Getleman's Guide to Vice and Virtue (que a editora record vai lançar em 2018 mesmo), mas infelizmente, comparado a esse, Simon deixa a desejar. Não me decepcionou, mas poderia ter ganhado meu coração completamente! De qualquer jeito, estou ansiosa para o livro da Leah!

#resenha #resenhadelivro #livro

0 visualização

© Design de Laura Machado | Criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now