© Design de Laura Machado | Criado com Wix.com

RESENHA: Passenger (BRACKEN, Alexandra)

May 20, 2017

Talvez muitas pessoas não saibam, mas eu só voltei a me animar para ler recentemente! Sempre fui muito apaixonada por livros, mas, depois de entrar na faculdade, entrei em uma fase em que eu não lia praticamente nada! Uns quatro ou cinco livros por ano! Mas, não sei o que me deu no final de abril, que eu voltei a ler de verdade. Ou seja, desde então, já li nove livros!

 

Esse daqui, Passenger, eu via por fotos no Instagram desde o ano passado, me perguntando como seria poder ler! Então, quando voltei (e com tudo!) a ler, resolvi que ele seria um dos primeiros!

 

Ele é narrado na terceira pessoa, mas cada capítulo tem foco em um dos dois personagens principais: Etta e Nicholas. Etta, Henrietta Spencer, é do nosso século, vive em Nova York e é uma violinista prodígio. Em uma noite que era para ser incrível e acaba sendo terrível, ela é levada para 1776 e acorda em um navio que acabou de ser tomado - por Nicholas Carter e sua equipe. Ele, negro e dois anos mais velho que ela, dedica sua vida a ser livre e desenvolver seu melhor talento, que é ser pirata (pirata legal, hein). Mas os dois têm uma habilidade em comum. Então Etta, que nunca soube nem que viajar no tempo era possível para algumas pessoas, vai ter que se juntar a Nicholas e viajar por muitos países e épocas diferentes para encontrar um objeto e garantir a segurança da mãe dela.

 

Apesar de ser classificado como YA (Young Adult, ou seja, cujo público alvo vai de uns 16 anos a vinte e pouco), ele tem uma linguagem muito mais sofisticada do que a maioria dos livros do mesmo gênero. Por isso, acho que não é para qualquer um. Quer dizer, não é para todo mundo. A narração é bastante explicativa, ou seja, com muitos detalhes e descrições que algumas pessoas podem achar desnecessários e cansativos. Sem contar com o vocabulário bastante específico para cada época e, principalmente, para a parte do navio! O ritmo da história não é dos mais acelerados, como você imaginaria para uma aventura. Mas é um livro muito, muito bom mesmo!

 

Já aviso que minha nota é cinco, principalmente porque eu parei várias vezes enquanto lia só para pensar em como estava amando!

 

 

Me surpreendi com muitas coisas! Primeiro, os personagens, que são todos muito bem criados e desenvolvidos devagar (ou seja, com capricho!). Segundo, o romance! Eu não esperava muito nessa questão, nem sabia que teria. Mas é um romance simplesmente maravilhoso, muito melhor do que vários livros que se classificam como 'romance'. Algumas pessoas acham que pode ter sido instantâneo, mas isso é porque eles se interessam mesmo um pelo outro desde o começo. Ou seja, tem uma certa atração à primeira vista (muito bem explicada, por sinal). Mas dá para ver que o amor de verdade é desenvolvido devagar, o que é incrível! Se a história fosse ruim, o livro já valeria por toda a tensão do casal!

 

Mas a história é ótima! E dá para ver desde o começo como a autora pesquisou e se dedicou a esse livro! Principalmente pelos detalhes de cada lugar que eles visitam durante a viagem no tempo! Além disso, as situações são bastante realistas e a explicação de como eles conseguem viajar também! Nada pareceu forçado para encaixar no enredo, nem uma única cena deixou essa impressão. Foi tudo muito bem pensado e criado, e eu fiquei bastante feliz de ter tido a chance de ler um trabalho tão bem feito! Vale uma menção especial para o jeito que a autora lidou com racismo em diferentes épocas! 

 

Mal posso esperar para ler o segundo, que promete ter ainda mais ação do que este primeiro (já que este precisava dar a base da história!). É a única continuação que vai ter e chama Wayfarer. Infelizmente, até agora só é possível encontrar em inglês!


Mas vai ser lançado aqui no Brasil! Os direitos foram comprados pela Intrínseca, então, se você quer ler, deixe que eles saibam!

 

A continuação só foi lançado para kindle e em capa dura nos Estados Unidos e eu, uma amante de livros de papel declarada, vou ter que esperar até o final do ano para ler o segundo! Mas estou mais inconformada é com a história extra sobre a mãe da Etta, Pathfinder,que só acompanha os livros comprados pela Target (me explica se isso é justo?). 

 

 

Please reload

Curta

Sobre a Autora

Laura Machado

Laura Vieira Machado nasceu em Minas Gerais em 1991. É formada em Moda pela Faculdade Santa Marcelina, de São Paulo. Fala cinco línguas e, quando tinha vinte anos, foi morar na Europa durante dez meses, alternando entre Alemanha, França e Espanha, aproveitando para visitar vários outros países e colecionar memórias inesquecíveis. Na Inglaterra, fez questão de conhecer a casa onde morou Jane Austen, uma de suas autoras preferidas. É mais viciada em café do que Elisa Pariseau. Assiste a muitas séries e não conseguiria viver sem música. É apaixonada por livros românticos e intensos. Escreve o que lhe dá vontade de ler.

Siga a Autora

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • skoob

A Princesa Escondida

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Sobre o Livro

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Para comprar,

clique aqui.

A Princesa Escondida

Você concorda? Discorda? Quer falar alguma coisa? Deixe um comentário ou me mande uma mensagem por aqui.