© Design de Laura Machado | Criado com Wix.com

RESENHA: The Gentleman's Guide to Vice and Virtue (LEE, Mackenzi)

September 7, 2017

Esse foi um dos melhores livros que eu li esse ano, além de um dos mais divertidos! Os direitos já foram comprados pela Editora Record aqui no Brasil, mas ainda não existe uma sinopse oficial em português. Essa SINOPSE traduzida vem do blog Paixonites Literárias:

 

Um conto inesquecível sobre dois amigos em uma grande tour pela Europa do século XVIII que tropeçam em um artefato mágico que os leva de Paris a Veneza em uma perigosa caçada, lutando contra piratas, bandidos e seus sentimentos um pelo outro ao longo do caminho.

 

Henry "Monty" Montague nasceu e cresceu para ser um cavalheiro, mas ele nunca foi do tipo que se pode ser domado. Os melhores internatos da Inglaterra e a constante desaprovação de seu pai não foram capazes de conter qualquer uma de suas paixões marotas - salas de jogo, noites passadas com uma garrafa de bebida alcoólica ou acordar nos braços de mulheres ou homens .

 

Mas quando Monty embarca em sua grande turnê pela Europa, sua busca por uma vida cheia de prazer e vícios corre o risco de chegar ao fim. Não só seu pai espera que ele assuma a propriedade da família em seu retorno, mas Monty também está nutrindo uma paixão impossível por seu melhor amigo e companheiro de viagem, Percy.

 

Ainda não está na natureza de Monty desistir. Até mesmo com sua irmã mais nova, Felicity, a reboque, ele promete fazer deste longo ano uma última escapada hedonista e flertar com Percy de Paris a Roma. Mas quando uma das decisões imprudentes de Monty transforma sua viagem no exterior em uma perseguição angustiante que atravessa toda a Europa, ela põe em questão tudo o que sabe, incluindo sua relação com o garoto que ele adora.

 

Espirituoso, romântico e intrigante em cada página, "The Gentleman's Guide to Vice and Virtue" é uma brincadeira deslumbrante que explora as linhas inegavelmente finas entre a amizade e o amor.

 

 

Minha resenha de The Gentleman's Guide to Vice and Virtue:

 

Não existe um jeito bom o suficiente para explicar como esse livro é ótimo. Ele é perfeito, exatamente como um livro deve ser e, talvez mais importante do que todo o resto, conseguiu me conquistar completamente em poucas páginas. Li ele durante três dias, mas parece que esperei minha vida inteira para encontrar essa história e nunca vou conseguir superá-la.

Realmente, preciso ficar atenta, ou ele vai acabar me fazendo entrar em uma ressaca literária sem fim.

 

Apesar de ter gostado da capa de cara, fiquei adiando ir atrás de críticas sobre ele no GoodReads por bastante tempo. Até semana passada, quando fui ler algumas e descobri que precisava de qualquer jeito desse livro. Primeiro, porque ele se passa no século dezoito. Mas, principalmente, porque o protagonista, Monty, é apaixonado pelo seu melhor amigo, Percy, um cara negro que o acompanha em toda sua farra, mas é bem mais centrado do que ele (o que não é difícil, já que Monty é todo perdido!).

 

Ou seja, diversidade. Foi isso que mais me fez querer ler esse livro. Eu nem sabia ainda de todos os outros detalhes importantíssimos e únicos que me fariam amar essa história tanto.
No começo, parece que o livro vai ser sobre como o Monty gosta mesmo de beber, apostar dinheiro e fazer sexo sem compromisso. Bem no começo, o livro é basicamente de comédia. Mas ele, na verdade, é bem mais do que isso. Ele fala sobre assuntos bem importantes, desde o Monty ser bi, Percy ser negro em uma sociedade extremamente racista, até a irmã do Monty, Felicity, querer estudar mais do que as mulheres da época são permitidas. O enredo ainda é maravilhoso, cheio de reviravolta e viagens emocionantes, que fazem as quinhentas páginas do livro passarem em pouco tempo - e ainda te deixam sentindo falta depois.

 

Mas o ponto alto do livro é o Monty, não tem dúvida, e eu acabei percebendo como faltam protagonistas narradores interessantes no mundo. Ele realmente tem uma voz única, vê o mundo do seu jeito, faz comentários engraçados e às vezes até doloridos (dependendo da cena). Monty sabe ser tão divertido e intenso também, que passei várias cenas gargalhando de rir ou morrendo de aflição. Em poucas páginas, eu já estava shippando ele com Percy - e, meu deus, esse ship quase me destruiu. Fazia muito tempo que eu não encontrava um livro que conseguia descrever esse tipo de paixão tão bem! Já voltei para reler várias cenas do ship algumas vezes e sei que ainda vou reler esse livro, talvez bem logo.

 

Eu realmente amei tanta coisa desse livro, que é difícil de explicar. Ele é engraçado, mas é sério também e tem um romance muito bem explorado. E os personagens são extremamente bem criados, cada um único e diferente, com sua própria personalidade e suas próprias convicções. A Felicity é tudo que eu poderia pedir para uma personagem feminina ser! E o Percy é apaixonante - daqueles que dá até um pouco de raiva por não perceber como é incrível - desde o começo.
Mas o Monty ainda é o meu favorito, principalmente depois de eu entender mais sobre a história dele, sobre seus problemas e o quanto sua vida é difícil também. É maravilhoso ver a construção dele, da profundidade do personagem e do desenvolvimento até o final.

 

Não tem muito mais que eu possa falar a não ser LEIA ESTE LIVRO O QUANTO ANTES. Ele vai enriquecer sua vida, te fazer se apaixonar e rir loucamente. E depois vai deixar um buraco enorme em seu coração quando você acabar.

 

 

A boa notícia é que ele terá uma continuação do ponto de vista da Felicity, chamada The Lady's Guide to Petticoats and Pirates. E a melhor notícia é que a Editora Record vai publicar o livro no Brasil.

 

Tentei de verdade, mas ainda acho que não consegui explicar o quanto amei esse livro. Minha vontade agora é de abraçá-lo e nunca largar. Ou de começar a ler de novo agora mesmo.

Please reload

Curta

Sobre a Autora

Laura Machado

Laura Vieira Machado nasceu em Minas Gerais em 1991. É formada em Moda pela Faculdade Santa Marcelina, de São Paulo. Fala cinco línguas e, quando tinha vinte anos, foi morar na Europa durante dez meses, alternando entre Alemanha, França e Espanha, aproveitando para visitar vários outros países e colecionar memórias inesquecíveis. Na Inglaterra, fez questão de conhecer a casa onde morou Jane Austen, uma de suas autoras preferidas. É mais viciada em café do que Elisa Pariseau. Assiste a muitas séries e não conseguiria viver sem música. É apaixonada por livros românticos e intensos. Escreve o que lhe dá vontade de ler.

Siga a Autora

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • skoob

A Princesa Escondida

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Sobre o Livro

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Para comprar,

clique aqui.

A Princesa Escondida

Você concorda? Discorda? Quer falar alguma coisa? Deixe um comentário ou me mande uma mensagem por aqui.