© Design de Laura Machado | Criado com Wix.com

RESENHA: Invictus (Graudin, Ryan)

August 7, 2019

Sinopse:

Farway Gaius McCarthy was born outside of time. The son of a time-traveling Recorder from 2354 A.D. and a gladiator living in Rome in 95 A.D., Far's birth defies the laws of nature. Exploring history is all Far has ever wanted, but this future seems shattered when he fails his final time-traveling exam. Kicked out of the program with few prospects, Far takes a position commandeering a ship with his own team as part of a black market operation to steal valuables from the past. 

But during a heist on the sinking Titanic, Far meets a mysterious girl who always seems to be one step ahead of him. She contains knowledge that will bring Far’s very existence into question. Far and his team must race against time and through it to discover the truth: history is not as steady as it seems.

 

O QUE EU ACHEI:

 

Esse é um dos livros mais inteligentes, complexos e divertidos que já li na minha vida! Eu tinha as maiores expectativas para ele, depois de uma sinopse super intrigante e de ser sobre meu tema favorito (viagem no tempo). Achava que o livro seria sobre ladrões inconsequentes e que a história seria divertida, mas nunca poderia imaginar que seria uma ideia tão complexa e brilhante, que a autora conseguiria juntar mais ramificações do que só a questão de viagem no tempo (que, vamos admitir, é complicada sozinha). Este livro é simplesmente excelente.

 

 
Aliás, tudo nele é excelente. Os personagens estão entre os melhores que eu já encontrei, são diversificados, únicos e complexos em si mesmos. Minha favorita é a Imogen, mas, para ser honesta, todos os outros são tão sólidos e bem construídos, que até os "ruins" são ótimos. É incrível para mim pensar que a autora conseguiu juntar em um livro só pelo menos cinco personagens com tanta profundidade e desenvolvimento. Eu nem sabia que isso era possível! E uma das melhores partes dos personagens é que a narrativa, na terceira pessoa, pelo ponto de vista de cada um é extremamente característica. Fiquei abismada com o quanto a autora conseguiu distinguir os personagens!

A escrita é outra coisa excelente do livro. Eu já tinha visto críticas para a escrita da autora em outro livro, que diziam que ela às vezes tentava deixar tudo tão poético que perdia o sentido e ficava forçado. Nesse livro, dá para ver que ela usa, sim, metáforas mais poéticas de vez em quando, mas não é exagerado e fez tudo ficar ainda mais emocionante. Eu especialmente gostei do jeito que ela brincou com as palavras, me dando vontade de guardar quase todas suas frases para mim.

Mas o enredo foi o que mais me impressionou. Personagens reais e escrita excelente eram já parte das minhas expectativas para o livro, mas não havia meios de eu conseguir ao menos imaginar o que me esperava nessa história. É tão complexo e profundo, que talvez alguns leitores não consigam acompanhar ou precisem reler algumas partes. Eu mesma já tinha lido outros livros com temas parecidos e consegui pelo menos ir comparando e me situando. Não tem como não ficar impressionado com a quantidade de capricho que a autora claramente colocou nesse livro para criar esse enredo e desenvolvimento com tantos detalhes e tantos conflitos. 
 

 

Eu queria poder falar mais, mas uma boa parte da beleza desse livro é você ir construindo tudo com cuidado, sentindo no começo que está completamente no escuro, com uma super descoberta a centímetros de seu alcance, quando tudo que você pode fazer é juntar as migalhas de pistas que a autora deixa sutilmente pela narração. Você só descobre mesmo a imensidão de tudo depois da metade, só vê as peças anteriores começando a fazer sentido aí, e não tem como não ficar impressionado e aflito. Foi um dos clímax que mais me deixaram ansiosa e sem palavras. Esse livro é brilhante. Já falei? Quero me levantar agora e bater palmas até conseguir superar essa maravilha que entrou na minha vida. Não sou digna, haha!

E é tudo que eu posso dizer se não quiser dar spoilers. Todo mundo deveria ler esse livro, todas as editoras do Brasil deveriam estar loucas para publicar uma tradução. Se você se interessou pela sinopse, corre para ler, porque vai ser uma leitura de mudar sua vida! Mas se prepare para amar os personagens e um panda vermelho, para rir das interações deles, para chorar com alguns momentos também, ficar abismado com a sensação de estar realmente em Roma, no Titanic e em outros lugares épicos e para mudar todas as suas definições de tempo.

Please reload

Curta

Sobre a Autora

Laura Machado

Laura Vieira Machado nasceu em Minas Gerais em 1991. É formada em Moda pela Faculdade Santa Marcelina, de São Paulo. Fala cinco línguas e, quando tinha vinte anos, foi morar na Europa durante dez meses, alternando entre Alemanha, França e Espanha, aproveitando para visitar vários outros países e colecionar memórias inesquecíveis. Na Inglaterra, fez questão de conhecer a casa onde morou Jane Austen, uma de suas autoras preferidas. É mais viciada em café do que Elisa Pariseau. Assiste a muitas séries e não conseguiria viver sem música. É apaixonada por livros românticos e intensos. Escreve o que lhe dá vontade de ler.

Siga a Autora

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • skoob

A Princesa Escondida

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Sobre o Livro

Primeiro livro da série, A Princesa Escondida foi publicado em Junho de 2017 pela Editora Novo Século, com o selo Talentos da Literatura Brasileira. 

Para comprar,

clique aqui.

A Princesa Escondida

Você concorda? Discorda? Quer falar alguma coisa? Deixe um comentário ou me mande uma mensagem por aqui.